terça-feira, 21 de abril de 2015

Os Intimos

"O amor é uma coisa que começa velha, uma forma de demência que nos leva a concentrar os corpos e rostos que desejávamos num só".

"Tenho medo de deixar de ter medo. De deixar de importar. De começar a pensar que o eu faço não é importante, porque todos temos de morrer, um dia ou outro".

"Os sonhos da mulheres são em geral diferentes dos desejos que rugem dentro delas. Uma espécie de biombo contra a brutalidade que querem, porque ainda são animais. Como nós".

"Não há homem que não pareça egoísta diante do manancial de amor de uma mulher. Multiplicação milagrosa: quanto menos se lhes dá mais elas têm para dar". 

"As mulheres gostam de tudo que se relacione com elas. As mulheres gostam de tudo que se relacione. Como se não pudessem existir sem relações".

"O corpo de uma mulher adapta-se a mentira, como a tudo. O corpo de um homem é verdadeiro como um hospital. Nunca mente. Por mais que ele queira, não mente. Não sabe".

"Quando se reúnem em grupinhos estridentes em torno de saladas de algas, falam de tudo que o que nos lhes fazemos - e também, é claro, de tudo que não fomos capazes de lhes fazer". 

"Acabaram-se os bons sentimentos das mulheres: a timidez, o pudor, a culpa, a entrega desinteressada, enfim, a compaixão".

"Todos somos mulheres porque é no corpo delas que a vida se forma".

"Para ser feliz eu precisaria de uma mulher que me embalasse nos seus braços sem pretender meter-se na minha vida. Mas isso não existe".

"As mulheres cobram sempre tudo. Fingem que se dão, mas cobram, ao cêntimo e juros".

"As mulheres podem enlouquecer de silencio, isso eu sei. Não são capazes de esvaziar a cabeça sozinhas. Dispensam conselhos e abominam gestos compassivos. Só querem ser ouvidas com atenção".

"O que eu sei das mulheres, meus amigos, é isto: elas são muita gente ao mesmo tempo. Como se trouxessem todas as variedades de vida dentro dos seus corpos. Elas são feiticeiras e anjos e putas. E homens, também". 

"O homem que não saiba guardar um segredo, não e bem um homem. O secretismo é uma das pedras basilares da masculinidade".

"O divórcio é uma instituição feminina; as mulheres não conseguem perceber o que e gostar mais da lei e da ordem do que de si mesmas. Não são animais de hábitos como os homens. Só os homens descendem dos macacos e do seu cortejo de imitações; as mulheres são uma espécie felina, rápida e afeiçoada a metamorfoses".

"Os homens usam todas as palavras que lhes permitam garantir a rendição da mulher - exceto, em principio, a palavra 'amor', que tem uma seta a apontar para uma gaiola".

"Fiz-me demasiado mal, fornicando mulheres em serie para tentar apagar a marca do seu corpo, a forca do meu amor por ela. Ou pior: sem sequer me dar conta de que a amava. Nunca lho disse. Nunca o disse a ninguém. Nem sequer lhe disse que adorava as covinhas no fundo das suas costas, o sinal do seu pescoço, a largura das suas ancas. Quando me sentia viciado nela engatava outra, dez quilos mais magra, alguém que não pudesse confundir com ela. As vezes, sinto que endoideço".

"As mulheres amam sempre mais aqueles que menos as amam. Nisso, são iguais aos homens".

"A paixão e o anuncio enganoso de um filme que nunca ninguém viu, porque não tem historias para além do anúncio".

"No mundo exterior, o que se vê é apenas a camada superficial do que acontece, em turbilhão, por subterrâneos a que nunca temos acesso local".

"O sofrimento é como a liberdade: só aproveita aos corações de grande fortaleza".

"Não era uma dessas belezas que subjugam o coração acendendo os sentidos; falava primeiro a inteligência do que ao coração".

"O trabalho é uma terapia segura".

"Busco paginas que me desassosseguem, que me obrigue a fazer perguntas que ainda não fiz, que me engatem e levem a perdição".

Autora: Inês Pedrosa


Nenhum comentário:

Postar um comentário